Uma Casa Séria

22.12.08

Micro balanço de 2008

Desde que terminei a faculdade, no já longinquo 2004, minha vida só teve aceleração.

Em 4 anos, eu:

Fiquei 6 meses desempregado (logo que terminei a faculdade)
Mudei para Montes Claros MG onde vivi por praticamente 2 anos.
Fiquei noivo e passei a viver com a Alê.
Adotei uma gatinha de rua.
Juntei mais dinheiro do que jamais vi na minha vida.
Montei ( ou melhor, acessorei à distância a Alê enquanto ela montava) um apartamento em São Bernardo do Campo SP.
Depois de 4 meses vivendo lá, arrumei outro emprego em Barra Mansa RJ pra ficar por um ano.
e daí chegamos em 2008.
Passei 8 meses viajando 660km toda semana enquanto vivia uma vida de republica (graças à precariedade das instalações) em Volta Redonda durante a semana e uma vida de casado em SBC aos fins de semana.
Comprei um carro.
E agora os ultimos 4 meses vivendo com a Alê em tempo integral de novo, em Volta Redonda.

Nesse ano aprendi uma nova cultura de empresa, bastante diferente do que eu conhecia.
Perdi o contato com meus amigos (os antigos, de faculdade e os novos, de Montes Claros) sem o benefício de fazer novos amigos.

É uma realidade diferente, porque como em MG era um projeto, todos os que estavam lá eram novatos, de uma forma ou de outra. O que tornava muito mais facil fazer amizades, ja que todos estavam mais ou menos no mesmo barco.

Aqui nao. Aqui o barco partiu a muito tempo e me falta disposicao e oportunidade de remar o que falta pra alcança-los. Então minha melhor amizade até então é com um outro carinha que também veio pra cá esse ano.

Para 2009, prevejo que esticarei a estadia em Volta Redonda mais um tempo, provavelmente o ano todo, a não ser que venha mais alguma oportunidade de ouro.

Olhando pra esse período pós faculdade pra tras, vejo que tive 3 oportunidades críticas na minha vida:

A oferta de ir pra Montes Claros, que me mostrou o que é um grande projeto e o que é a vida de engenheiro de projetos

O noivado com a Alê, que me ensinou o que é a vida a dois.

A vinda pra Volta Redonda, que me lembrou o que é trabalhar numa grande e boa empresa.

Felizmente, nao me arrependo de nenhuma opção.

Nem a opçao da cor do carro, que não foi a minha primeira escolha, nem a segunda, mas foi uma boa opção.

2008 também foi o ano que descobri que a idade chega pra todos, especialmente pra mim. Tireoidite de Hashimoto, Hérnia de Disco, Colesterol HDL, LDL, VLDL, Triglicerides, Glicose eram palavras que nao habitavam meu vocabulario cotidiano até agora...

2009 promete ser o ano que darei mais alguns passos em direção ao caminho natural da vida. que é juntar de vez e papel passado duas vidas e passar adiante essa minha carga genética tão rica que seria um lamentável engano privar a humanidade de continuar a compatilhar o planeta com tamanha perfeição.

Tirando a miopia (operada) e a tireoidite...

que venha 2009!

2 comentários:

  1. Esses pobremas de saúde tem nome: BACON NO FEIJÃO! Sim, tudo culpa da Alê.
    Bjomeliga.

    ResponderExcluir
  2. Oi Alê!
    Nem me fala, eu estava preocupada com isso tb! Mas depois de alguns dias de adaptação, elas ficaram amigas! A Jolie meio que adotou a Pequena, vira e mexe tá dando banho nela, tem que ver!
    100% de apoio para vocês aumentarem a família, a Funny vai adorar ter cia para brincar o dia todo!
    FELIZ NATAL para vocês!! Saúde e amor! Beijos, Eli

    ResponderExcluir